fbpx

Golpe do Boleto Falso – 6 dicas para evitar essa fraude

16 de Setembro de 2021

O golpe do Boleto Falso tem atrapalhado o andamento das empresas, nos últimos tempos temos acompanhado uma série de golpes virtuais utilizando essa prática.

Com o aumento das transações financeiras online, os criminosos aproveitam para agir, não importa o ramo de atividade, nem mesmo o valor dos boletos, eles estão sendo adulterados e isso tem causado dor de cabeça.

O golpe do boleto falso consiste na falsificação de qualquer boleto bancário, mas isso não quer dizer que você deve parar de resolver suas finanças pela internet, basta se prevenir contra essas ações.

Não estamos falando aqui do boleto que vem pelo correio, sem que você tenha comprado algo, esse é até fácil de identificar, mas sim, o boleto que chega até você na maioria das vezes por e-mail, de um produto que sua empresa adquiriu, que consta o número da NF de compra e todas as informações que aparentemente são da empresa fornecedora.

É esse boleto que você acredita que esteja tudo ok e que pode ter sido fraudado.

A fraude ocorre quando um malware específico é instalado no computador do usuário ou nas máquinas de empresas que emitem boletos. No momento da geração do boleto bancário para impressão, o vírus corrompe o código de barras adicionando espaços em branco, redirecionando o pagamento para uma outra conta bancária.

Sendo assim, a pessoa que esta pagando o boleto ou o atendente não conseguirá fazer a leitura automática e precisará digitar manualmente o número que foi alterado.

Além de alterar boletos bancários, o malware também tenta desabilitar softwares de segurança e pode impedir o funcionamento do firewall.

Apesar do investimento alto na segurança dessa operação financeira e na obrigatoriedade do registro dos boletos, existem pessoas maldosas por aí querendo aproveitar de todas as situações.

Confira aqui 6 dicas para se proteger do Golpe do Boleto Falso?

1. Baixe seu boleto em sites seguros

Sempre que puder, acesse o site oficial do banco ou empresa que você precisa pagar para emitir o seu boleto. Como se trata de uma transação financeira, verifique se o site é criptografado.

É muito simples verificar isso, basta ver se a URL do site começa com HTTPS e está acompanhada de um cadeado. Isso determina que o site tem o que chamamos de Certificação Digital SSL, indicativo de que ele é seguro.


2. Cuidado com boletos enviados por e-mail, whatsapp, SMS ou redes sociais

O banco ou a empresa informaram que iriam mandar o boleto por e-mail? Você entrou em contato com eles pedindo um boleto pelo whatsapp ou redes sociais? Sem problemas, desde que você tenha certeza que está conversando com as pessoas certas.

Entretanto, se você receber mensagens no whatsapp ou redes sociais pedindo o pagamento de um boleto, desconfie!

Além disso, muitas pessoas mal-intencionadas tentam se passar por empresas confiáveis. Elas fazem você acreditar ser só mais um boleto daquela sua compra, mesmo que esteja acostumado a receber boletos por e-mail, confira se o remetente é o mesmo.


3. Tenha antivírus no computador e evite Wi-Fis públicos

Existem vírus, como o chamado Bolware, que são capazes de alterar o código de barras de um boleto. Mesmo se ele for baixado de um site seguro, o valor pago vai direto para a conta do criminoso.

Para evitar isso, proteja dispositivos como seu computador com antivírus. Além disso, evite utilizar Wi-Fis públicos para esta finalidade, para que não tenham acesso aos seus dados e transações financeiras.


4. Confira seus dados e os do beneficiário no boleto

Importante, para saber se seu boleto não é falso, confira seus dados pessoais e os do beneficiário conferindo o CNPJ e o nome de Razão Social ou o nome fantasia da empresa. 

Se você não reconhecer o beneficiário, faça uma pesquisa na internet sobre a reputação dessa empresa e cheque o CNPJ. E se mesmo assim você desconfiar, não pague o boleto, faça contato com o emissor dele.


5. Prefira a leitura automática do código de barras

Leia o código de barras no caixa eletrônico ou com a câmera do celular. Em muitos golpes, o código de barras é adulterado ou apresenta falhas para você ser obrigado a digitar o código.

Por isso, se você já não consegue ler o código de barras automaticamente, fique atento, pode ser um golpe do boleto falso.

6. Após ler o código de barras, cheque as informações

Confirmou todas as informações até aqui e pensou: ufa, agora estou seguro?

Leu e digitou o código de barras no seu aplicativo ou no caixa eletrônico? Por último, confira se todos os dados que estão no boleto conferem com os que aparecem na tela e principalmente se são da empresa que você contratou o serviço. Eles precisam ser iguaizinhos.

Se ainda assim você não conseguir identificar e pagar o boleto fraudado comunique seu banco e faça um boletim de ocorrência

Tenha cuidado!

Saiba como a W2Z Soluções pode ajudar sua empresa

Nosso portfólio é composto por produtos e serviços certificados pelas maiores empresas de tecnologia assegurando as melhores soluções do mercado para Segurança de TI, Suporte Técnico de TI, Backup, Servidores, Hospedagem e Desenvolvimento Web.

Faça contato com nossos especialistas, a W2Z pode cuidar disso pra você.


Buscar

Telefones fora de serviço

Nosso telefone fixo está temporariamente fora de funcionamento, para abertura de chamados utilize os canais abaixo:

Celular (19) 9 9718.5222

WhatsApp (19) 3535.9000

Abrir Chat